segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Continuando a filosofar

Ontem havia dito que li os evangelhos, o ato dos apóstolos e o Mundo de Sofia entre outros livros recentemente. Foi interessante ver a viagem de Paulo a Atenas retratada nos dois livros. O contexto é sempre importante, o momento em que as mensagens são passadas, e abrindo a visão, ampliando o contexto e vendo o curso da história, do desenvolvimento da filosofia, da busca de respostas, vejo que hoje estamos ainda nos revolvendo, nos debulhando atrás das mesmas respostas.

O importante é a pergunta, não a resposta. A pergunta vem de dentro, de algo que quer estar e ser. A resposta é mental, mecânica, só da cabeça e para a cabeça. Respostas são importantes em vários e vários aspectos, mas em perguntas cruciais de existência, desenvolvimento e autoconhecimento não são tão necessárias.


Depois de tanto ler, o que concluo é que sempre estamos buscando. E cada um tem que fazer sua filosofia, descobrir as suas leis, o seu entendimento de mundo, buscar a seu modo, esforçar-se conforme seu entendimento. Não existe uma fórmula correta, um caminho certo que sirva a todos. Não adianta alguém se dizer seguidor desse ou daquele filósofo, desta ou daquela religião, cada um tem que fazer seu caminho, buscar as suas respostas e nem sempre um filósofo, um profeta, uma religião, um credo político te diz tudo o que te é necessário. Você terá de beber em várias fontes.

Eu me acho muito cabeçudo, muito mental para várias coisas. Sabe aquela frase: "Quem pensa muito não casa?" Pois é, exemplo vivo aqui.


«Se não voltardes a ser como as criancinhas, não podereis entrar no Reino do Céu» Mateus 18,3

«Quem não receber o Reino de Deus como um pequenino, não entrará nele» Marcos 10,15

Essa simplicidade é o que me toca no momento. Voltar a mim e buscar isso. Onde estou?

2 comentários:

S. disse...

"(...)O passado se foi e o futuro só existe na nossa imaginação. Arrependermo-nos do passado e nos preocuparmos com o futuro é uma perda de tempo que só nos torna infelizes. Mas fazer algo que valha a pena aqui e agora é divertido, e isso inclui fazer planos para o futuro e aprender com o passado." (C. J. Markert)
Onde estou? Talvez no ontem, ou no amanhã... é tão difícil estar no agora!

Alessandra K disse...

As criancas nao tem medo da felicidade, nem de se "deixar levar"! Elas nao tem medo de tentar e errar, nem da opiniao alheia, sao livres!