domingo, 2 de maio de 2010

o que é a vida?

Neste dia cinco anos atrás eu estava com meu irmão em Barcelona. Cinco anos. E o que mudou de lá pra cá? Nada... Caramba minha vida continua igualzinha 5, 10 anos atrás.

Não construí, não casei, não fecundei nenhuma fêmea. Não é falta de responsabilidade. Será um planejamento que não existe, nem nunca tive? Falta de empenho? Semana que vem esse horário estarei em Washington, e daqui a cinco anos? Aqui na frente de um outro micro talvez? Na mesma situação?
Pra que sirvo nesse mundo? Qual minha utilidade aqui? Quanta gente vi casar e descasar?

Quantas meninas foram mães tão cedo e quantas pessoas já vi desencarnarem? Quantas mexericas já nasceram naquele pé?

Dizem que quem pensa muito não casa, eu digo que isso é verdade. Será que fazer esse papel de bonzinho, educado no final das contas vai me levar a algum lugar? Não deveria ser mais devasso, irresponsável, porralouca pra ver no que iria dar?

Sabe, eu vi o céu hoje pela manhã. Estava lindo. Céu de brigadeiro. E me perguntei:

- E dai ?

Um comentário:

Vânia disse...

Elias, já me perguntei isso tudo tantas vezes e também não encontro respostas para tantos "porquês".
Acho que o importante é irmos tocando em frente, nos questionando determinadas coisas, para nos manter alertas ao que se passa em nossas vidas e o que fazemos com ela.