quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Primeira vez no Sambódromo

Domingo fui ao sambodrómo acompanhar a namorada e a amiga dela que iriam participar do ensaio técnico da Pérola Negra, até ai tudo bem, fiquei ali na concentração com ela enquanto ia chegando o pessoal, eu ficaria por lá até que elas entrassem, então iria lá pra arquibancada ficar assistindo. Eram três escolas que fariam o ensaio técnico no domingo, primeiro a Morro da Casa Verde, depois a Pérola Negra e finalmente os Gaviões (as galinhas pretas). Vimos a Morro se preparando, aquecendo, a bateria começou aquela batida legal, eles se posicionaram e começaram a entrar, porém...

começou a chover. E muito. Mesmo comprando uma capa de chuva de cinquenta centavos por cinco reais, fiquei molhado, muito molhado, encharcado.

Eu não curto carnaval. Não vejo graça naquele monte de gente pulando alucinadamente.

Ficamos os três debaixo de uma sombrinha minúscula pensando em ir embora, mas derrepente a bateria da Pérola começou a marcar o samba e o pessoal foi se juntando no meio da pista(lagoa) da concentração. E eu que iria pra arquibancada fui ficando, ficando e fiquei! Entrei no sambódromo com eles, cantei(daquele jeito) o samba enredo sem saber a letra (acompanhando os refrões), e dancei, sambei... Foi bem legal, ver a galera toda animada, ver o pessoal da harmonia preparando as alas, organizando filas, posicionamentos, tudo com seriedade e profissionalismo alucinantes, como empresa séria mesmo... muito interessante, nunca tinha percebido isso e agora fica mais interessante quando eu for assisitir pela tv. Sim, pela tv, pois continuo cartesiano e não vou desfilar, foi uma experiência bem legal, mas foi só aquele momento.

E dá-lhe chuva, choveu forte o tempo todo.

Nenhum comentário: