quinta-feira, 17 de julho de 2008

Brush

Gosto de varrer... sim... eu gosto de varrer, reflito sobre coisas minhas sobre coisas do passado, sobre o que tenho pra fazer, é terapêutico pra mim. E hoje varrendo a calçada da loja me lembrei que minha mãe falava quando eu era pequeno que não podia varrer os pés senão a pessoa não se casava... e eu ia lá e varria o pé... Sempre que termino um relacionamento fico pensando se eu não varri demais meus pés.

O ciúme envenena o amor. E a distância o potencializa.

Nenhum comentário: