quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Fim do começo.

Último dia do primeiro mês do ano.
.
.
.
.
.
.
Uma história de Nasrudin. Um momento no tempo.

"O que é Destino?", foi a pergunta feita a Nasrudin por um estudioso.

"Uma sucessão interminável de eventos entrelaçados, um influenciando o outro."

"Não é uma resposta muito satisfatória. Eu acredito em causa e efeito."

"Muito bem. Veja só aquilo", respondeu Nasrudin, apontando um cortejo que passava justo por aquela rua.

"Aquele homem está sendo levado à forca. Por que será? Por que alguém lhe deu uma moeda de prata que lhe permitiu comprar a faca com a qual cometeu um assassinato? Ou porque alguém testemunhou o crime? Ou foi porque ninguém o impediu de cometê-lo?"

sábado, 26 de janeiro de 2008

Tédio

Certas decisões que são necessárias, quando tomadas, implicam em algumas coisas. Tive que tomar uma e agora estou, digamos, esquisito. Ultimamente meus dias tem sido um tédio. Cansado, estressado e desmotivado.

Eu gosto muito dessa música do Oswaldo Montenegro, e hoje ouvindo-a bateu um sentimento melancólico.


Faça uma lista de grandes amigos
Quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia
Quantos você já não encontra mais
Faça uma lista dos sonhos que tinha
Quantos você já desistiu de sonhar!
Quantos amores jurados pra sempre
Quantos você conseguiu preservar
Onde você ainda se reconhece
Na foto passada ou no espelho de agora
Hoje é do jeito que achou que seria?
Quantos amigos você jogou fora
Quantos mistérios que você sondava
Quantos você conseguiu entender
Quantos segredos que você guardava
Hoje são bobos ninguém quer saber
Quantas mentiras você condenava
Quantas você teve que cometer
Quantos defeitos sanados com o tempo
Eram o melhor que havia em você
Quantas canções que você não cantava
Hoje assobia pra sobreviver
Quantas pessoas que você amava
Hoje acredita que amam você

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Meme - INDIQUE 3 BLOGS


O pessoal do DuBaralho me mandou um meme e agora indico outros três....vamos ver o que acontece.


É sabido que blogueiros têm o hábito de lançar memes sobre várias coisas, contando sempre, claro, com o apoio dos colegas da blogsfera e de seus leitores, pois é, Carlos Lima lançou um meme que com certeza vai ter audiência e adesões.
A idéia é simples.
Você indica os links de 3 blogs que gosta, visita todos e registra comentários em pelos menos 2 posts que encontrar.
No comentário deve citar que está participando de meme indicado pelo DuBaralho e assim por diante.
O blog que receber os comentários fica comprometido a também indicar e comentar nos 3 blogs. Vamos nos aproximar mais gente, pois sozinhos fica mais difícil, concordam?

Seguem minhas indicações:

Quero dizer que... - Blog da amiga Tatinha.

Misterioso Universo Lunar - Blog da escritora Lua.

Cáh Morandi - Linda moça que escreve lindamente.

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Segunda é fogo!

O que que um pato faz com uma pata no escuro?

Ele manca!



Sabe o que o canário falou pra canária?

Você quer danoninho ?



Era uma vez um pintinho chamado Relâm,

Um dia choveu e Relâm piou.


Por que o pato tem ciúmes do cavalo?

-Porque o cavalo tem 4 patas.




http://view.break.com/391463 - Watch more free videos

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Dúvidas.

Dúvidas que me surgiram hoje:

O que é a felicidade?
Quando você está programando uma viagem?
Quando você está se preparando, comprando coisas, fazendo a mala?
Ou quando você já chegou onde tinha planejado e está lá curtindo ?

Outra dúvida quem é melhor ator?
Selton Mello (O Auto da Compadecida, O cheiro do ralo, Meu nome não é Johny)
ou
Wagner Moura (Carandiru, Deus é Brasileiro, Tropa ) ?

segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Comedores de Painço Verde - Azulão


O azulão é um pássaro que ocorre em todo o território brasileiro, além de países vizinhos, como Bolívia, Paraguai e Argentina, além do norte da Venezuela e Colômbia. De grande beleza física e com muitos atributos canoros, acabou se tornando um pássaro muito freqüentemente encontrado nos lares pelo Brasil afora. Talvez pela vasta distribuição territorial, o azulão possui também algumas diferenças de uma região para outra, de forma que cada uma dessas variações foi classificada de forma distinta por diferentes autores. Ao contrário do que muita gente pensa, apesar da leve semelhança física com bicudos e curiós, o azulão está classificado na família CARDINALIDAE, juntamente com o trinca-ferro (pixarro), e não na família EMBEREZIDAE, onde estão os curiós e bicudos. Na natureza, a alimentação é muito variada, consomem semente de capim de preferência, ainda verdes; pequenas frutas silvestres e adoram todo tipo de insetos, o bico é forte mas aprecia muito as comidas macias. Seu canto é muito mavioso e pode ser dividido em dois tipos: a) o canto normal – compõe-se de uma frase de cerca de 10 notas repetindo um som tipo “tifliu”- em variados tons, este é o canto usual e corriqueiro; são inúmeros dialetos, cada região tem um, ou mais longo ou mais melodioso que o outro; b) a surdina, mata-virgem ou alvorada que querem dizer a mesma coisa – neste caso ele chega a cantar certa de 2 minutos sem parar repetindo um módulo de mais ou menos 6 notas – ti-é-té-é-tuéé, como exemplo. A surdina é, sem dúvida, um dos sons mais bonitos que se pode ouvir de um pássaro cantando. O AZULÃO, consegue ir alternando o tom e o volume das notas à medida que vai cantando, dando a impressão a quem escuta que está longe e depois mais próximo. Ele não aprende o canto de outro pássaros, pelo contrário, o curió principalmente é que assimila muito bem o seu canto.

Ah, a título de curiosidade: pela cor do uniforme do time do São Caetano eles ganharam o apelido de Azulão e acabaram adotando a ave como mascote.

Ouça uma matéria sobre o azulão que saiu na rádio USP.

Em Real Player.

Em Windows Media Player

domingo, 6 de janeiro de 2008

Comedores de Painço Verde: Coleirinha


Este pequeno pássaro nativo do Brasil pode ter uma coleira ao redor do pescoço. Ele canta constantemente e é muito fácil de ser encontrado e amansado. Por causa de sua docilidade, este pássaro, muito comum no Brasil, é freqüentemente encontrado em cativeiro. Em um mês, se acostuma à gaiola, não se debate contra as grades, não se machuca. É rara a casa de passarinheiro que não tenha um Coleirinha. Ele é conhecido também pelos nomes de Coleira Virado, Coleiro da Bahia, Coleira Estrela, Papa Capim. Este último nome é devido ao fato de que é muito fácil encontrar um Coleirinha em capinzal, procurando comer o pendão com sementes do capim. Alias, onde há sementes, há sempre um Coleirinha: perto dos arrozais, dos campos arados. Ele vive em campos perto de fazendas e já chegou a viver em cidades, de onde foi expulso pela poluição. Embora seja um dos pássaros mais comuns e conhecidos, ainda restam duvidas quanto à sua classificação científica. A mais aceita é Sporophila c. caerulescens, com partes superiores cinzentas, cabeça e coleira cinza escuro, peito branco; Sporophila c. hellmayr, com peito amarelo em vez de branco, e cinzento esverdeado nas partes superiores. O primeiro vive no Centro e Sul do Brasil e o segundo no Brasil central. Há também os Coleirinhas que não têm a mancha da coleira no pescoço, mas que por suas características foram classificados juntamente com estes: o Sporophila ardesiaca, que tem o peito branco e a cabeça e o pescoço cinzento-escuro, formando uma carapuça, vive em Minas, São Paulo e Espírito Santo, e o Sporophila nigricolis, cinza-esverdeado nas costas e na carapuça e amarelo no peito, que vive no Brasil central, Norte e Nordeste. As fêmeas são muito parecidas, de uma cor inteiramente parda. Quando adultas adquirem uma coleira parda escura, como se fossem machos jovens, o que engana muita gente. Os filhotes com um ano adquirem sua cor definitiva. O Coleirinha é um pássaro dócil, que amansa fácil, é pequeno (12 a 13 cm), graciosos e canta muito. Alguns acham seu canto bastante agradável, outros o consideram insignificante, mas o fato é que o Coleirinha esta quase sempre cantando. Por isso, ele é usado como "chama" com muita freqüência. A "chama" é um passarinho cantador, como o Curió, o Azulão, que serve de isca para o passarinheiro caçar. Na época da criação, na natureza, os pássaros deixam de andar em bando para se estabelecerem em um território próprio, que habitam apenas com a fêmea, não permitindo a intrusão de outro macho. Assim, quando o passarinheiro chega com o Coleirinha, o dono do território ataca-o para expulsa-lo e fica preso em armadilha ou visgo, colocados na gaiola. Por causa deste tipo de caça – alias proibida – tem mais valor o Coleirinha macho que cante bastante e não tenha medo dos outros.

terça-feira, 1 de janeiro de 2008

Meus gratos presentes de ano novo.


Meus irmãos que há muito não se viam. Final de ano nota 10 com todos reunidos.

Obrigado.