segunda-feira, 12 de novembro de 2007

Paquistão

Da Folha (11.Nov, às 14h09)

A secretária de Estado dos Estados Unidos, Condolleezza Rice, elogiou o anuncio do ditador paquistanês, Pervez Musharraf, de realizar as eleições legislativas antes de 9 de janeiro, mas pediu que seja retirado o estado de segurança.

Entrevistada neste domingo pela cadeia de televisão ABC, Rice disse que a decisão de Musharraf e sua promessa de renúncia a seu atual cargo nas Forças Armadas antes de assumir seu segundo mandato era um "elemento positivo".

"Isto foi essencial para devolver o Paquistão às vias democráticas", indicou, solicitando a Musharraf o término do estado de segurança "o mais rápido possível".

Rice declarou que os Estados Unidos ainda estão revisando a ajuda ao Paquistão, "mas ninguém gostaria que o presidente [George W. Bush] fizesse algo comprometendo a operação contra o terrorismo".

"O caminho para o desenvolvimento democrático não é uniforme e tem obstáculos", afirmou, "Mas se a sugestão é que abandonemos o processo que levaria à democracia no Paquistão, isto seria um erro", acrescentou a secretária.



Interessante... Um país aliado dos americanos é governado por um ditador, o sujeito dá um golpe e os americanos dizem que "O caminho para o desenvolvimento democrático não é uniforme e tem obstáculos".

Por que eles não dizem o mesmo na Palestina em que houve uma eleição justa e o Hamas ganhou?


Nenhum comentário: